Festa de Cristo Rei – Encerramento do Ano Litúrgico

A Festa de Cristo Rei é uma das festas mais importantes no calendário litúrgico, nela celebramos aquele Cristo que é o Rei do universo. O seu Reino é o Reino da verdade e da vida, da santidade e da graça, da justiça, do amor e da paz.

Esta festa foi estabelecida pelo Papa Pio XI em 11 de março 1925. O Papa quis motivar os católicos para reconhecer em público que o líder da Igreja é Cristo Rei. Mais tarde a data da celebração foi mudada dando um novo senso.

O ano litúrgico termina com esta que salienta a importância de Cristo como centro da história universal. É o alfa e o omega, o princípio e o fim. Cristo reina nas pessoas com a mensagem de amor, justiça e serviço. O Reino de Cristo é eterno e universal, quer dizer, para sempre e para todos os homens.

Esta festa tem um sentido escatológico na qual nós celebramos Cristo como Rei de todo o universo. Nós sabemos que o Reino de Cristo já começou a partir de sua vinda na terra a quase dois mil anos, porém Cristo não reinará definitivamente em todos os homens até que volte ao mundo com toda a sua glória no final dos tempos. Jesus nos antecipou sobre esse grande dia, em Mateus 25, 31-46.

Na festa de Rei de Cristo celebramos que Cristo pode começar a reinar em nossos corações no momento em que nós permitimos isto a ele, e o Reino de Deus pode deste modo fazer-se presente em nossa vida. Desta forma estabelecemos o Reino de Cristo de agora em diante em nós mesmos e em nossas casas, emprego e vida.

Jesus nos fala das características do seu Reino por várias parábolas no capítulo 13 de Mateus:

“O reino dos céus é semelhante ao grão de mostarda que o homem, pegando dele, semeou no seu campo”.

“O qual é realmente a mais pequena de todas as sementes; mas, crescendo, é a maior das plantas, e faz-se uma árvore, de sorte que vêm as aves do céu, e se aninham nos seus ramos”.

“O reino dos céus é semelhante ao fermento, que uma mulher toma e introduz em três medidas de farinha, até que tudo esteja levedado”.

“Também o reino dos céus é semelhante a um tesouro escondido num campo que um homem achou e escondeu; e, pelo gozo dele, vai, vende tudo quanto tem, e compra aquele campo”.

Nestas parábolas Jesus nos faz ver claramente que vale a pena procurar e viver o Reino de Deus, isto vale mais do que todos os tesouros da terra e que o crescimento dele será discreto, sem ninguém perceber, mas efetivo.

A Igreja tem a responsabilidade de orar e aumentar o reinado de Jesus Cristo entre os homens. O aumento do Reino de Deus deve ser o centro de nossa vida como membros da Igreja. Fazer com que Jesus Cristo reine no coração dos homens, no peito das casas, nas comunidades e nas cidades.

Com isto nós poderemos chegar a um mundo novo no qual reinará o amor, a paz e a justiça e a salvação eterna de todos os homens.

Para que Jesus reine em nossa vida, devemos em primeiro lugar conhecer Cristo. A leitura e reflexão do Evangelho, a oração pessoal e os sacramentos são os meios para conhece-Lo e as graças recebidas vão abrindo os nossos corações a seu amor. Trata-se de conhecer Cristo de uma maneira experimental e não só teleológica.

Oremos com profundidade escutando o Cristo que nos fala. Ao conhecer Cristo expressaremos o amor de maneira espontânea, por que Ele é bondade.

O amor a Cristo nos levará quase sem perceber a pensar como Cristo, querer como Cristo e sentir como Cristo, vivendo uma vida de verdadeira caridade e Cristandade autentica. Quando imitarmos Cristo conhecendo-o e amando-o, então podemos experimentar seu Reino.

O compromisso apostólico consiste em levar nosso amor para a ação de estender o Reino de Cristo a todas as almas por meio de trabalhos concretos de apostolado. Nós não podemos parar. Nosso amor aumentará.

Dedicar a nossa vida a expandir o Reino de Cristo na terra é o melhor que podemos fazer, pois Cristo nos recompensará com alegria e uma paz profunda e imperturbável em todas as circunstancias da vida.

Ao longo da história existem inumeráveis testemunhos de cristãos que deram a vida por Cristo como o Rei de suas vidas.

Novena Jesus Cristo Rei

Oração para todos os dias.

Onipotente e sempiterno Deus, que quisestes restaurar em vosso querido Filho, Rei do Universo, todas as cosias, concedei-nos que todas as famílias das pessoas desagregadas pela ferida do pecado se submetam a seu suavíssimo império.

Que convosco e o Espírito Santo vive e reina Deus por todos os séculos dos séculos. Amém.

Primeiro Dia

” A quem buscais?- A Jesus Nazareno? Eu sou”. Senhor e Rei nosso: sempre deixas que descubram vosso amor, ainda quando tuas criaturas tão amadas por Vós, te busquem para martirizar-vos.

Sabendo que vós sois Jesus Nazareno, vos buscamos hoje de novo para prender-vos outra vez, mas não com cadeias e cordas, mas sim com nossas misérias e nossos amores, pois sabemos que é o que mais ata e sujeita vosso misericordioso e amante coração, e assim preso por amor, conduzir-vos em triunfo ao trono que vos tem formado os corações amantes, para que comeces vosso reinado de misericórdia e amor na terra. Amém.

Obséquio:

Cumprir com fidelidade minhas obrigações por ser laços de amor que me unem com Jesus.

Unindo meu coração ao Coração de Cristo Rei e minhas intenções as suas, rezarei: Pai-Nosso, Ave-Maria e glória.

Eterno Pai, derramai tuas misericórdias sobre toda a terra, reino de vosso Filho Jesus. Amém.

Oh! Cristo Rei!, estabelece vossa paz em vosso reino. Amém.

Espírito Santo, abrasai ao mundo em vosso puríssimo e ardente amor. Amém.

Mãe querida, une cada vez mais e mais a vosso Filho Divino, todo misericórdia, com teus filhos na terra. Amém.

São José, ensinai-nos a amar a Jesus e a Maria. Amém.

Segundo Dia

“Cristo, adivinha quem vos tem ferido”. Oh! Jesus amante e bom!, aquela noite triste de vossa Paixão vossos olhos divinos viam através dos séculos todos os nossos pecados e esquecias que tão dolorosamente feriam vosso Divino Coração, tanto, que para que vossa pureza não vos fizestes fugir de nós, não como os soldados fecharam vossos olhos, mas sim que agora o amor vende vossos olhos, a fim de que não vejas mais que as almas tanto se perdem sem a vossa graça.

Fazei que essas almas as que com vosso sangue e vossas lágrimas tem lavado e purificado cheguem a amar-vos com tanto entusiasmo, que se cerrem seus olhos a todo o que não sejas Vós Rei de seus amores.

Fazei, Senhor, que os homens vos conheçam e vos amem. Amém.

Obséquio:

Fechar os olhos a tudo o que não seja Jesus.

Unindo meu coração ao Coração de Cristo Rei e minhas intenções as suas, rezarei:

Pai-Nosso, Ave-Maria e glória.

Terceiro Dia

“Logo vós sois Rei? – bem dizes: Eu sou Rei.-Eu tenho vindo ao mundo para dar testemunho da verdade.- e o que é a verdade?”.

Deus nosso Senhor é a verdade por essência, e é verdade encantadora, é verdade que entusiasma o coração; que este Deus onipotente se fez Homem por mim, e me amou entre desprezos, entre burlas, entre toda classe de sofrimentos, e não por ser necessário para salvar-me, pois umas gotas de seu sangue bastavam para isso, mas sim por ser necessário ao amor grande e infinito que ardia em seu coração pelas almas.

Senhor, e Rei nosso : ensinai-nos a amar como Vós, sem retroceder ante o sacrifício e a dor, pois queremos sofrer e amar, para que nem um só coração deixe de amar-vos; fazei-los todos vossos.-Amém.

Obséquio:

Abraçar-me com o que me faça sofrer.

Unindo meu coração ao Coração de Cristo Rei e minhas intenções as suas, rezarei:

Pai-Nosso, Ave-Maria e glória.

Quarto Dia

“Desprezando-lhe Herodes com todo seu exército e vestindo-lhe uma roupa branca, dele riram e lhe mandaram a Pilatos.”

Oh! Jesus divino Rei nosso !, quão grande tem de ser nosso amor até Vós, que pelo nosso quisestes ser zombado e tido por louco, e em verdade, Jesus meu, loucura de amor parece, o que a grandeza de Deus se encerre no corpinho de um Menino, que o poder de Deus esteja sujeito com cravos, que este mesmo Deus e Homem se esconda em uma pequena Hóstia, e enamorado venha buscando a intimidade de nossos corações, para ter neles suas delicias;

Jesus amante e bom, que o fogo de vosso amor nos converta também em pequenas hóstias, que escondidas em vosso Coração encontrem verdadeiro asilo, para que vós sejas conhecido e amado.

Obséquio:

Fugir de todo o que me possa fazer gosto.

Unindo meu coração ao Coração de Cristo Rei e minhas intenções as suas, rezarei:

Pai-Nosso, Ave-Maria e glória.

Quinto Dia

“Vamos a coroar-lhe de Rei.-Salve, Rei dos judeus, e cuspindo lhe tomavam seu bastão e lhe feriam sua cabeça e lhe davam bofetadas.”

Que pensavas Jesus meu naquela triste prisão? que desejavas quando eras coroado de espinhos, quando eras maltratado? apenas duas coisas,

Oh! sabedoria e amor infinitos!: que vossa Eterno Pai fosse glorificado, que as almas se salvassem; e poderíamos pensar as almas em outra coisa que não em Vós?

Poderá nossos corações desejarem outra coisa que não que se repitam por amor aquelas palavras “Salve Rei”, mas não apenas dos judeus, mas sim de todas as nações da terra conquistadas com teus sofrimentos e vossa morte?

Que o grito ” Vamos a coroar-lhe por Rei! ” ressoe por amor em toda a terra, Oh! Deus meu!. Amém.

Obséquio:

Apartar meu pensamento do que não seja Deus.

Unindo meu coração ao Coração de Cristo Rei e minhas intenções as suas, rezarei:

Pai-Nosso, Ave-Maria e glória.

Sexto Dia

“Ecce Homo.-Eis aqui a vosso Rei.” Oh! divino Jesus!, como te apresentam por Rei, coroado de espinhos vossa cabeça, vossa corpo coberto de feridas, cheios de lágrimas teus olhos ; mas era preciso que essa fosse vossa apresentação, pois não apenas sois nosso Rei, mas sim nosso modelo, e nunca melhor que isto podias dizer: “Aprendei de Mim que sou manso e humilde de coração.”. Caíram, Senhor, em presença de tanta grandeza, de tanta humildade, de tanto amor, todos os ídolos que ficam em nossos corações. Deixai-nos recolher vosso sangue e tuas lágrimas, para que derramando-as sobre os corações de todas as criaturas sejamos de novo purificados e envoltos no amor. Amém.

Obséquio:

Procurar com empenho a humildade.

Unindo meu coração ao Coração de Cristo Rei e minhas intenções as suas, rezarei:

Pai-Nosso, Ave-Maria e glória.

Sétimo Dia

“Senhor, lembrai-vos de mim quando vier o vosso reino.-Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso.”

Quiséramos, Senhor, apresentar no dia de vossa festa os corações de todos os homens rendidos a vosso amor; mas olhai, Rei nosso, quantos milhões deles estão envoltos nas trevas da morte e do pecado e não vos conhecem; por eles vos pedimos nós que temos a sorte de conhecer vosso coração, todo misericórdia. “Senhor, lembrai-vos destes desgraçados quando estiveres em vosso Reino”, fazei-nos, Senhor, ouvir: “logo, muito logo estarão comigo no paraíso”. Amém.

Obséquio:

Atos de fé, esperança e caridade.

Unindo meu coração ao Coração de Cristo Rei e minhas intenções as suas, rezarei:

Pai-Nosso, Ave-Maria e glória.

Oitavo Dia

“Mulher, tens aí vosso Filho.” “Eis aí vossa Mãe.”

Mas um dos soldados lhe abriu o peito com uma lança e saiu dele sangue e água.

A Mãe de nosso Deus é nossa Mãe querida! que felicidade e que confiança! o coração de nosso Deus é nosso céu, nosso tesouro.

Mãe bendita, queremos amar-vos como vos amava Jesus, e a Ele, como vós o amavas; ensinai-nos as delicadezas do amor, a felicidade da vida de união, de união íntima, confiante, amorosa; fazei-nos pequenos, muito pequenos, para poder entrar e perder-nos no Coração de Jesus, sem ter mais motivo nem desejo que vos amar e fazer-vos amar. Amém.

Obséquio:

-Consagrarei-me de todo coração a Santíssima Virgem.

Unindo meu coração ao Coração de Cristo Rei e minhas intenções as suas, rezarei:

Pai-Nosso, Ave-Maria e glória.

Nono Dia

“Jesus Nazareno, Rei dos judeus.” “Regnavit a ligno Deus” “E ao nome de Jesus dobraram os joelhos no céu, na terra.”

Oh! Rei divino!, ao apresentar-vos neste dia bendito nossas adorações, vos oferecemos quanto somos, temos e desejamos; não nos detêm nossa miséria, pois sois todo misericórdia;

Confiamos conseguir todos os nossos pedidos, pois sois todo amor e o amor atende sempre, e vos o pedimos em união de nossa Rainha e Mãe Imaculada e dos anjos custódios de todas as almas.

Senhor !, tirai de vosso reino os demônios e a todos teus inimigos e concede a Igreja uma era de paz.

Levai a Vós neste dia as almas do purgatório, um perdão geral a todos os pecadores e pondo luz em suas inteligências e amor em seus corações, provai uma vez mais que é maior vossa misericórdia que nossa malícia e miséria.

Cheio de amor e pureza aos sacerdotes, aos pequenos e as almas a Vós consagradas, formando delas essas legiões de almas puras, humildes e amantes que vós desejas:

Almas pequenas que como grãos de trigo, formem todas em uma perfeita união de intenções e corações com a Vítima divina do Calvário e do altar uma hóstia que aplaque ao céu pelos pecados da terra e faça descer sobre ela perdão e misericórdia para os desgraçados pobres pecadores, por essas almas que queres que sejam as delicias de vosso Coração na terra e vossa corte de amor no céu.

Obséquio:

Abandonar-me no coração de Deus.

Unindo meu coração ao Coração de Cristo Rei e minhas intenções as suas, rezarei: Pai-Nosso, Ave-Maria e glória.

Depois, se rezam cinco Pai-Nossos, cinco Ave-Marias e cinco glórias pelas cinco chagas de Jesus Cristo, e outro Pai-Nosso, pela intenção do Santo Papa, para poder ganhar todas as outras indulgências concedidas a esta devoção.

Sobre Grupo de Oração Educandário Santo Antônio

O Grupo de Oração Educandário Santo Antônio pertence à Renovação Carismática Católica da Arquidiocese de Mariana/MG e realiza suas atividades na Capela do Educandário Santo Antônio, Paróquia Nossa Senhora do Pilar em Ouro Preto/MG.
Esse post foi publicado em Formação, Orai sem cessar. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s